Aula de história, ciência política e direito constitucional no cinema

Considero o novo filme de Steven Spielberg, “Lincoln”, que está em cartaz em todo o mundo, a melhor aula de história, ciência política e de direito constitucional que tive nos últimos tempos. Os bastidores da votação da Emenda Constitucional 13 (que trata da abolição da escravatura), da Constituição dos EUA, foi muito maravilhosamente retratado neste filme. Sei que invariavelmente os livros são melhores que os filmes. Mas, às vezes, a relação custo/benefício de um filme é insuperável: diversão e informação em duas horas, numa sociedade cada vez mais sem tempo para respirar. A figura de Lincoln, apesar de endeusada nos EUA, foi retratada com um líder carismático e pragmático: entendia que a guerra civil era necessária para o crescimento dos EUA, assim como também era a compra de votos para aprovação da citada Emenda. Há muito o que refletir a partir deste belo filme.