Viagens para assistir shows, peças de teatro e afins: uma boa pedida

Não há dúvidas quanto à inserção do mercado brasileiro nas turnês dos grandes artistas mundiais, especialmente quando se fala de música pop. Grandes estrelas como Maddona, Lady Gaga, U2, Paul McCartney, dentre outros, elegeram o Brasil como um de seus principais destinos. Afinal, vivemos um bom momento econômico (principalmente diante da crise mundial), temos um mercado interno cada vez maior (com o aumento da classe média), etc.

Se é verdade que o Brasil passou a ser contemplado por estes artistas de renome mundial, também é fato que os espetáculos vêm se restringindo aos grandes centros, em especial, ao Centro-Sul do país. O eixo Rio-São Paulo é destino certo das turnês, além de cidades como Porto Alegre, Brasília e Recife.

Residente em uma cidade esquecida pelos  grandes produtores musicais, já fiz algumas viagens onde vi de perto alguns artistas que aprecio no cenário musical.

Além do Rock in Rio em 2011, já fui a shows em Recife e em São Paulo. Aproveito algumas viagens para assistir tais espetáculos  (embora muita gente viagem exclusivamente pensando no show, o que não é meu caso). Viajo e procuro na agenda cultural local o que fazer.

Certa vez, quando vivia na Espanha, aproveitei minha proximidade de Portugal e fui a uma edição do Rock in Rio Lisboa sem saber ao certo o que me aguardava em relação às atrações do evento. O mais importante era estar na festa.

Outra situação comum para quem, como dizia Humberto Gessinger, vive “longe demais das capitais”, é viajar para assistir peças de teatro e outros espetáculos. Mais uma vez, viajo para o lugar X e procuro eventos culturais que estão acontecendo por lá para enriquecer a viagem, como peças de teatro no Rio e em São Paulo (ou mesmo em Nova Iorque e Londres), o Moulin Rouge em Paris, ou o Cirque du Soleil em Las Vegas, um espetáculo de flamenco em Sevilha, etc (confesso, com muita vergonha, que não fui a nenhuma apresentação de tango em Buenos Aires). Vale a pena mesmo.

Em certa ocasião, estava na casa de amigos em Oslo. Eles me levaram ao musical Mamma Mia com as canções do ABBA cantadas em… norueguês!!! Foi ótimo. Anos depois, quis assistir ao musical em Nova Iorque em inglês mesmo, mas a experiência norueguesa foi inesquecível.
Penso que fazer fora de seu habitat algo que não é possível fazer em casa é algo que agrega muito valor à viagem, tornando-a uma experiência culturalmente rica.

Anúncios