Importando ideias e projeto VII. Edifício garagem no centro de Maceió

Muita se fala em revitalização do centro comercial de Maceió. Algumas ações iniciais já foram até realizadas pela Prefeitura. Novo calçamento e melhoria na iluminação pública já podem ser percebidos. Outra iniciativa positiva é a de manutenção de prédios públicos na área, o que gera um fluxo maior de pessoas na região central da cidade. Por falar nisto, até hoje não se consegue garantir que as pessoas morem no centro, o que facilitaria seu deslocamento ao trabalho, ao invés de se perder horas todos os dias nos ônibus.

Há, no entanto, alguns gargalos que permanecem, e são entraves ao maior desenvolvimento da região. Um destes problemas é a dificuldade para se estacionar os veículos. Sempre que alguém vem criticar o centro (e elogiar os shoppings centers), a falta de estacionamento é um dos pontos mais destacados. Lógico que uma medida que poderia ser adotada é a regulamentação da zona azul, que permitiria que os motoristas estacionassem seus carros nas ruas do centro. Mas nem mesmo nelas há espaço suficiente. Daí a necessidade de estacionamentos privados. Estes são geralmente improvisados em terrenos desocupados. Por mais numerosos que sejam, não são suficientes, nem tão pouco atrativos (não dá para comparar com o estacionamento de um shopping, que inclusive é mais barato).

A criação de um edifício garagem no centro de Maceió atenderia a demanda por quantidade e por qualidade. Apesar de não saber ao certo quantas vagas cabem em um edifício garagem, suponho que é a mesma quantidade de vagas de um estacionamento térreo multiplicada pelo número de andares do edifício. Sem falar na qualidade e segurança, que atrairiam mais consumidores às lojas e estabelecimentos instalados no Centro de Maceió.

Anúncios