Uma nova metrópole tropical!?

A foto impressiona mesmo: um mar de prédios, ao lado do mar mais lindo do Brasil. Prédios, diga-se de passagem, bem charmosos, baixinhos, harmoniosos com a paisagem.

No Guia Brasil 2011, Maceió é descrita da seguinte forma: “Maceió tem ainda o charme de conciliar um ar de cidade pequena e ritmo de metrópole”

Assino embaixo. Entretanto, temos também todas (e mais algumas) mazelas típicas das metrópoles: falta de moradia, favelas, falta de saneamento básico, trânsito mal resolvido, vias mal planejadas, etc.

Maceió se aproxima da cifra simbólica de 1 milhão de habitantes sem estar planejando seu futuro, o que é preocupante. Como diz um amigo, há cidades que são como mulheres dotadas de pouca beleza e precisam se arrumar e se maquiar bastante para ficar apresentável. Ao contrário, a capital alagoana é naturalmente linda, mas está muitas vezes maltrapilha e até mesmo banguela. A questão é que a beleza será facilmente reafirmada quando houver mais zelo, atenção e trabalho, não só do Poder Público, mas de toda a população, que tende a se omitir, a tão somente criticar.

Apaixonada por esta terra, Leci Brandão compôs a música “Eu sou Maceió”, que tem um trecho que traduz a atitude de nosso povo:

“Será que eu só sirvo pra você dançar na minha Pajuçara
Será que eu só sirvo porque meu caminho vai dar no Francês
Chegou o momento de ter sentimento e vergonha na cara
Não quero de fato tanto desacato que vem de vocês”