Imagem

No centro da capital espanhola, o costume da siesta há muito deixou de ser observado: as lojas estão sempre abertas, as pessoas estão nas ruas e sempre há muito que fazer.

Na região da Puerta del Sol, na Plaza Mayor, nas proximidades do Palacio Real, no Paseo del Prado, uma coisa sempre está garantida: turistas e espanhóis estarão lotando as ruas de pedestres, as calçadas e as praças. É um dos grandes baratos da Espanha: o gosto por estar ao ar livre, socializando.

Imagem

A Gran Vía é a avenida mais movimentada de Madrid: tem muitas lojas, bares, restaurantes com mesas na calçada, cinemas, teatros, hotéis e muito mais. Sempre que vou a Madrid, procuro ficar hospedado por lá, que tem, inclusive, vários hostales com diárias em torno de 40 euros (hostal é um pequeno hotel, que ocupa, muitas vezes, um ou alguns andares de um prédio).

Imagem

A Gran Vía é linda principalmente pelos prédios de estilo neoclássico que se sucedem, demonstrando toda a pujança da capital espanhola no início do séc. XX.

Imagem