Quando pensamos em capital de um país que foi planejada, nós brasileiros lembramos automaticamente de Brasília. Não é por menos: a capital do Brasil é um exemplo mundial, em termos de arquitetura (projetos de Oscar Niemeyer) e de urbanismo (projeto de Lúcio Costa).

Entretanto, 160 anos antes de Brasília ser inaugurada, ou seja, em 1800, os Estados Unidos estavam apresentando ao mundo sua nova capital, Washington. Esta linda cidade, situada às margens do rio Potomac, também foi planejada.

Sobre a cidade de Washington, pode-se dizer que: “Washington se destaca pela grande quantidade de monumentos que lembram importantes personagens e fatos da história do país. É um verdadeiro museu a céu aberto, cristalizando os valores mais caros à sociedade estadunidense, como a democracia e a liberdade. A arquitetura predominante nos prédios públicos é do estilo neoclássico, o que é uma referência tanto à democracia, que surgiu na Grécia antiga, quanto à república, que surgiu na Roma antiga. Washington também se destaca por museus de prestígio como a galeria nacional de arte e os museus pertencentes ao Instituto Smithsoniano. Também possui a maior biblioteca do mundo: a Biblioteca do Congresso” (http://pt.wikibooks.org/wiki/Washington,_D.C./Cultura)

Ficheiro:L'Enfant plan.jpg

L’Enfant Plan da cidade de Washington em março de 1792.

Vista aérea da cidade hoje, onde se percebe a preservação do traçado urbano

Sobre o surgimento da cidade, segundo o wikipedia:

“No início de sua independência os Estados Unidos não tinham uma capital fixa e as reuniões do Primeiro Congresso Continental, do Segundo Congresso Continental, do Congresso da Confederação e da constituinte dos Estados Unidos se deram em nove cidades diferentes. Em 1783 um motim durante uma reunião do congresso na Filadélfiaforçou os congressistas a saírem da cidade no que ficou conhecido como Motim da Pensilvânia de 1783. As autoridades locais se recusaram a enfrentar o motim e a necessidade de uma capital independente dos estados foi discutida na Convenção de Filadélfia em 1787. No artigo primeiro da constituição incluiu-se o poder do Congressogovernar plenamente um distrito a ser estabelecido como sede do governo federal. Entretanto a constituição não estabelecia o local específico aonde seria o distrito. Houve um conflito de interesses entre as regiões norte e sul dos Estados Unidos para a localização do distrito. Os estados do norte preferiam a capital em uma das grandes cidades do país, todas pertencentes ao norte. Enquanto os estados do sul favoreciam uma capital mais próxima de seus interesses escravocratas e agrícolas. Alexander Hamilton, o então Secretário do Tesouro, e Thomas Jefferson, Secretário de Estado, chegaram a um acordo sobre esta disputa. Hamilton propôs a federalização das dívidas contraídas ao longo da guerra de independência pelos estados. Os estados do sul já haviam pago a maior parte das dívidas. O acordo então foi a federalização das dívidas em troca da localização da capital em um estado do sul.7 Isto resultou na Residence Act, em 1790, que deu ao então Presidente americano, George Washington, o poder de escolher o local onde seria construída a nova capital americana”.

File:Jefferson Memorial (cropped).jpg

Anúncios