Situada na capital dos Estados Unidos, a Biblioteca do Congresso, em Washington, impressiona, seja por dentro ou por fora. Considerada a maior biblioteca do mundo, tem um acervo de mais de 144 milhões de itens. Esta magnífica instituição cultural dos Estados Unidos foi inaugurada em 1800 e parte de seu acervo pertencia a Thomas Jefferson.

A biblioteca do Congresso dos Estados Unidos é aberta ao público em geral e também à visitação turística.http://www.loc.gov/visit/tours/

Segundo o wikipedia:

“A Biblioteca do Congresso foi inaugurada em 24 de abril de 1800, quando o presidente norte-americano John Adams assinou um Ato do Congresso transferindo a sede de governo nacional da Filadélfia para a nova capital federal, Washington.

A legislação destinou verbas de cinco mil dólares para a aquisição daqueles livros que eram necessários ao uso do congresso e para deixar um apartamento adequado para contê-los. A biblioteca original foi hospedada no novo Capitólio até agosto de 1814, quando as tropas invasoras britânicas atearam fogo no prédio do Capitólio, destruindo o conteúdo da pequena biblioteca, que continha então apenas três mil volumes. Dentro de um mês, o ex-presidente Thomas Jefferson ofereceu sua biblioteca pessoal como reposição. Jefferson tinha gasto 50 anos acumulando livros “armazenando tudo que fosse relacionado aos Estados Unidos, e realmente tudo que fosse raro e valioso em cada ciência”. Sua biblioteca foi considerada uma das melhores dos Estados Unidos. Jefferson, que estava pesadamente endividado, procurou usar o lucro com a venda dos livros para quitar suas dívidas com os credores. Ele antecipou a discussão sobre o universo da sua coleção, que incluía livros em línguas estrangeiras e volumes de filosofia, ciência, literatura e outros tópicos que não eram normalmente vistos em uma biblioteca legislativa. Ele escreveu: “Eu ignoro que haja em meu acervo qualquer ramo da ciência que o congresso deveria excluir da sua coleção; não existe, de fato, nenhum assunto que um membro do congresso não tenha oportunidade de utilizar.”Em janeiro de 1815 o congresso aceitou a oferta de Jefferson destinando 23 950 dólares em troca de seus 6487 livros. O conceito Jeffersoniano de universalidade, a crença de que todos os assuntos são importantes para a biblioteca legislativa dos Estados Unidos, é a filosofia e a lógica por trás das políticas de coleção da biblioteca do congresso nos dias atuais. Em dezembro de 1851, houve um incêndio na biblioteca do congresso. O fogo destruiu 35 mil livros, um retrato original de Cristóvão Colombo, retratos dos cinco primeiros presidentes dos Estados Unidos pintados por Gilbert Stuart e estátuas de George Washington, Thomas Jefferson e do Marquês de Lafayette.”

Ficheiro:Thomas Jefferson Building Aerial by Carol M. Highsmith.jpg

Ficheiro:Library of Congress Great Hall - Jan 2006.jpg

Quem gosta de cinema, assista os filmes “A lenda do tesouro perdido – livro dos segredos” (com Nicolas Cage) e “O dia depois de amanhã” (com Dennis Quaid), pois ambos tiveram cenas ambientadas nesta linda biblioteca.

Ficheiro:The day after tomorrow poster promocional.jpg