Em tempos de Copa das Confederações, estamos sempre vendo a Itália jogar, inclusive contra o Brasil. Quando a Seleção Italiana entra em campo, vemos que a) a bandeira italiana é formada por três faixas verticais nas cores verde, branca e vermelha; b) a Seleção Italiana de Futebol (em na maior partes dos demais esportes) usa uma camisa de cor azul. Todavia, como se percebe, o azul não faz parte na bandeira italiana.

Pergunta-se então: por que a Seleção Italiana joga de azul?

Em relação às cores da bandeira da Itália, segundo o wikipedia: “Interpretações sobre a escolha dessas cores são várias. O verde pode simbolizar as planícies e colinas italianas; o branco simboliza a neve dos Alpes e o vermelho seria o sangue derramado nas Guerra de Independência e Unificação da Itália. Do ponto de vista religioso, as três cores representam as  Virtudes teológicas. O verde simboliza Esperança, o branco é a  e o vermelho, Caridade.”

Esta bandeira vem sendo utilizada desde 1948.

Quanto à cor da camisa da Squadra Azurra, como é conhecida a seleção italiana de futebol, a explicação é a seguinte:

“A cor das camisas da famosa Squadra Azzurra (“Esquadra Azul”) é uma homenagem aos Savóias, família real que protagonizou a unificação da Itália no século 19. O azul, cor oficial da realeza italiana, passou a tingir o uniforme da seleção de futebol em 1911, quando o país ainda era uma monarquia. Na instauração da república, em 1946, a única alteração foi a troca do escudo real – vermelho com uma cruz branca, representando o brasão da família – por outro com os tons da bandeira: verde, branco e vermelho. Mas o azul não foi a única cor do time italiano. Nas duas primeiras partidas oficiais da seleção, o uniforme era branco, simplesmente pelo fato de o tecido ser mais barato. Em 1937, a equipe adotou um modelo todo preto, cor- símbolo do governo fascista do primeiro-ministro Benito Mussolini. A experiência teve vida curta e o azul voltou depois da Segunda Guerra Mundial, em 1945. A opção por essa cor influenciou times da colônia italiana espalhados pelo mundo.

No Brasil, o Cruzeiro também joga com a camisa azul e o Palmeiras já usou a mesma cor antes de optar pelo verde. Vale lembrar que a Azzurra não é a única seleção que traz cores diferentes da bandeira no uniforme. A Holanda, chamada de “Laranja Mecânica”, também veste o tom de sua família real, em vez do vermelho, do branco e do azul de sua bandeira. Já o Japão prefere as cores da Federação Japonesa de Futebol, o branco e o azul, no lugar do vermelho e do branco do estandarte nacional.” http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-o-uniforme-da-selecao-da-italia-e-azul-cor-ausente-na-bandeira-do-pais

Acrescentaria ainda o exemplo da Seleção Australiana de Futebol (e de vários outros esportes também), que joga de amarelo, porque, segundo o Guia dos Curiosos, existe uma planta desta cor chamada de wattle, que está por todas as partes do país dos cangurus.