Quando alguém fala em ícones da música, imediatamente lembrará dos Beatles e de Elvis Presley. Na verdade, Elvis começou a fazer sucesso alguns anos antes que os Beatles, tendo sido para os rapazes de Liverpool uma espécie de ídolo.

O que pouca gente sabe é que os Beatles encontraram Elvis em uma única oportunidade. Foi no dia 27 de agosto de 1965, em Bel Air (bairro nobre de Los Angeles).

Sobre o citado único encontro:

“Tony Barrow, o assessor de imprensa da banda de Liverpool nos 1960, que relata precisamente como foi o único encontro entre os ícones da música há quase cinco décadas, segundo o jornal The Guardian.

O histórico encontro aconteceu na casa de Elvis no luxuoso bairro de Bel Air, na Califórnia, durante a turnê que os Beatles fizeram nos Estados Unidos no verão de 1965. A visita dos Beatles ao verdadeiro ídolo “não começou bem”, segundo Barrow. Logo após sua chegada, John Lennon perguntou o que tinha acontecido com o velho roqueiro Elvis que, quando tinha 30 anos, se dedicava quase exclusivamente às gravações de seus filmes.

“Ele disse meio brincando, mas pensava assim”, revelou Barrow, que ainda relatou que o próprio rei do rock riu com o comentário. No entanto, a conversa ficou um pouco forçada devido à brincadeira de Lennon.

A situação só mudou quando Elvis pediu que levassem os violões ao quarto, momento em que começaram a tocar e cantar improvisando uma pequena festa. “Com as palavras não tinham muito o que falar, mas quando começaram a tocar a conversa começou fluir”, contou o assessor dos Beatles em um vídeo que pode ser visto na exposição dedicada à relação destes músicos.

Os integrantes dos Beatles se lançaram com clássicos do rock, muito deles famosos temas de Elvis. No entanto, o mágico momento parecia não convencer o baterista Ringo Starr, que tentou se integrar na “jam session” fazendo percussão com uma cadeira. Porém, ao se sentir fora de lugar, Ringo decidiu jogar sinuca com os técnicos de sua equipe.

Os ingleses se deram conta que a reunião havia acabado quando um representante de Elvis, o coronel Tom Parker, entrou no quarto com uma bolsa de presente para cada um dos integrantes, que trazia os grandes sucessos do rei do rock.

Apesar de estarem contentes por terem conhecido uma estrela com tanta influência em sua música, o quarteto não parecia estar muito impressionado. “Quando os Beatles foram visitar ao rei do rock, foi para eles como ir à Terra Santa”. Mas, depois, chegaram até a perguntar se Elvis estava “completamente fumado”, relatou o assessor de imprensa da mítica banda britânica.” (http://musica.terra.com.br/unico-encontro-dos-beatles-com-elvis-e-considerado-decepcionante,70a224f4d865a310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html)

Como se vê, juntar vários gênios, com seus egos e etc., em um mesmo ambiente nem sempre é garantia de qualquer coisa. De qualquer forma, é interessante saber que os maiores astros da música mundial, ao menos por um dia, dividiram o mesmo espaço.

Anúncios