Já tinha assistido o trailer umas três vezes; estava ansioso pela chegada deste filme.  Ontem pude constatar que, de fato, “Cine Holliúdy” é uma declaração de amor ao cinema feita pelo Nordeste brasileiro.

Ele narra a trajetória de uma família mambembe (Francisgleydisson, Graciosa e Francisgleydisson Filho) que ganha a vida expondo filmes (especialmente de lutas, tipo Bruce Lee) em pequenos cinemas do interior do Ceará nos anos 70, quando a televisão estava começando a invadir as cidades brasileiras e a esvaziar os pequenos cinemas.

Acho, inclusive, que o ponto alto do filme é a reprodução deste universo mágico, que conheci em minha infância, dos cinemas nas pequenas cidadezinhas do país, onde os filmes de kung fu faziam enorme sucesso, as pessoas se sentavam em cadeiras de madeira, havia inúmeras crianças e a projeção ocorria de forma bem descontraída, com pessoas rindo e conversando.

Mais que apenas narrar uma estória pra lá de interessante, o filme é uma fantástica exposição dos costumes, e, principalmente, linguajar do povo cearense. É curioso destacar que o filme, apesar de nacional, é legendado…Isto mesmo: legendado. Confesso que teve momentos em que não consegui acompanhar a velocidade de alguns diálogos, o que tornou as legendas bem úteis.

No filme, há todos os personagens típicos de uma cidadezinha do interior do nordeste (ainda que de forma um tanto quanto estereotipada, o que é típico das comédias nacionais).

Cine Holliúdy teve um pequeno orçamento (cerca de R$ 1 milhão), mas já vem alçando uma boa bilheteria, especialmente no Nordeste. Tenho certeza que se você for nordestino, vai se divertir bastante com a “inocência” dos personagens, com as tiradas que só os nordestinos sabem protagonizar.

Sem falar nas expressões do cearês: égua, ruma de gente, joiado, quidiabeissu, arriégua, avuado, ispiculite, macho, macho véio, vixe, dentre outras.

Se o Ceará já era a terra do humor, lugar onde nasceu grandes comediantes como Chico Anísio, Renato Aragão e Tom Cavalcante, agora ele tem um filme para chamar de seu. E que filme.

Anúncios