No continente europeu, em uma área equivalente a do Brasil, coexistem cerca de 50 países, várias línguas, climas e culturas. Dentre os países europeus, alguns são bem poderosos, como a Alemanha, a Inglaterra e a França, destacando-se no cenário mundial, tanto na economia, como na cultura. Outros países, contudo, são pequenos territórios que, historicamente, têm assegurado sua autonomia. É o caso de Andorra, de San Marino, de Mônaco, do Vaticano e de Liechtenstein.

Com uma área de 160 km2 (um terço do território do município de Maceió) e com apenas 35 mil habitantes, Liechtenstein é um pequeno principado que existe com o mesmo território desde 1434. Situado entre a Suíça e a Áustria, tem uma alta renda per capta e IDH. Fala alemão e tem como moeda o franco suíço.

Em 2003, em excursão pela Europa, quando fazia o trajeto de Insbruk (Áustria) a Lucerna (Suíça), tive a oportunidade de conhecer rapidamente sua capital Vaduz, uma cidadezinha bem organizada. Encravado nos Alpes, este país, apesar de pequeno, é economicamente rico (há uma dos mais altos índices do mundo de empresas/companhias internacionais por habitante, embora enfrente problemas com lavagem de dinheiro) e oferece bonitas paisagens a seus visitantes.