Hoje adquiri a edição 2013/2014 da Veja Maceió: Comer & Beber, uma revista produzida pela Editora Abril e que destaca o melhor da gastronomia da capital alagoana.

Para minha satisfação (já que adoro sair de casa para comer e beber), são nada menos de 333 indicações de estabelecimentos. Não diria, todavia, que os dados me surpreenderam, pois sempre considerei (e várias pessoas também reconhecem) a cena gastronômica de Maceió de muita qualidade, especialmente se considerado o porte da cidade. Certamente, a vocação turística da cidade incentiva a abertura de novos empreendimentos, inclusive por pessoas de outros Estados.

Mas não é só isto: há muito, os maceioenses, que vivem em uma cidade linda e ensolarada, também vêm cultivando o hábito de sair para  fazer um lanche, almoçar e jantar fora, além, evidentemente, de aproveitar os fins de tarde para happy hours e as noites para baladas.

Os estabelecimento indicados pela Veja estão divididos em três categoria principais (e diversas subseções):

a) comidinhas (acarajés, cafés, caldos, chocolates, creperias, docerias, empórios gourmets, padaria, pastelarias, salgados, sanduíches, sorveterias, sucos e tapiocas);

b) bares (os melhores de 2013, bares de lagoa, bares de praia, botecos, cachaçaria, happy hour, música ao vivo, para dançar, sushi-bar); e

c) restaurantes (os melhores de 2013, brasileiros, carnes, carnes/rodízio, chinês, franceses, galeterias, italianos, japoneses, naturais, peixes e frutos do mar, pizzarias, portugueses, variados, variados/bufê).

Em relação às indicações de Veja, tecerei algumas observações.

Na categoria “comidinhas”:

* impressiona o grande número de padarias chiques que surgiram ultimamente na cidade, assim como também os empórios gourmets;

* definitivamente, a Jatiúca é o bairro gastronômico de Maceió;

* já passam de 20 o número de cafeterias da capital alagoana, em especial, a Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros (antiga Amélia Rosa);

* o maceioense adora comer sanduíches (não faltam opções na parte alta e orla da cidade);

* apesar de ser uma cidade tropical e praieira, o número de sorveteria poderia ser maior;

* dentre as novidades do segmento, destaque para a DNA Natural (Jatiúca), Montagu´s Sandwich Coffe (Ponta Verde), M.Maria Boutique Gourmet (Jatiúca),  Sweet Brownie Doceria (Jatiúca),  Auto Caldo (Stella Maris), Padoca & Cia (Antares), Empada Brasil (Jatiúca); Old Dog Dogueria (Jatiúca), Tapioca Ponta Verde (Ponta Verde).

Em relação ao segmento bares:

* o maceioense gosta mesmo de ficar próximo às praias e lagoas: a quantidade de bares a beira-mar e a beira da lagoa (Pontal da Barra e Massagueira) é enorme;

* surgem cada dia mais (e melhores) botecos na cidade;

* há bares bem tradicionais na cidade, que se mantém há anos, inclusive em diversos bairros (Bar da Pata, da Gil, do Lula, do Suruagy, do Tonho, do Roberto o Ladrão, do Cação, do Anísio, etc);

* neste segmento, as novidades são Namoa (Pontal da Barra), Baioke (Antares), Petiscaria do Zezé (Jatiúca), Put´s Grillo (Jatiúca), Conversa Botequim (Jatiúca), Terraço (Pajuçara), Praêro (B.S. Miguel).

No tocante aos restaurantes:

* foi feita uma eleição, onde cada jurado teria que lista o cinco melhores restaurantes da cidade. O resultado foi, do 1° a 5° lugar: Maria Antonieta, Wanchako, Le Corbu, Massarella e Akuaba;

* a cena gastronômica de Maceió vai do restaurante mais requintado (a cidade já tem vários bistrôs) ao popular (ex.: Buchada do Galego); da cozinha internacional (peruanos, franceses, italianos, portugueses, etc) ao regional (Caruaru, Bodega do Sertão); de comida bem calórica (Disk Feijoada) à comida natural (Natureza Viva). Para resumir esta variedade incrível, sabe como se chama o nome do restaurante do hotel Ritz Lagoa da Anta? Le Sururu Bistrot Nordestino…

* há mais de 10 restaurantes japoneses em Maceió, estando consolidado o hábito de sair com os amigos para comer sushi na cidade;

* também só faz aumentar o número de pizzarias na cidade;

* dentre as novidades, Amarillo Gourmet Bier (jatiúca), Bufallos (Jatiúca), a volta do Spettus (Ponta Verde), Tataki (Jatiúca), Tokyo (Mangabeiras), Ser-Afim (Jatiúca), Museum Club Alighieri (Ponta Verde), 29.11 Café & Bistrô (Ponta Verde), Fidel Cozinha Boêmia (Prado), Salad Gourmet (Ponta Verde), Palato Foods (Farol), Bica da Pedra (Pousada Bica da Pedra, Marechal Deodoro), Restaurante Sur (Pajuçara, mudando para o Stella Mares).

Depois deste post, meu apetite foi aberto. Não me faltaram opções aqui no Paraíso das Águas.