As cidades latino-americanas que foram colonizadas por espanhóis têm muitos traços em comum. De todos eles, o mais evidente é a presença de uma praça central, o que corresponderia à Plaza Mayor espanhola, e que é chamada na América Latina não raras vezes de Plaza de Armas. Neste local, atração turística imperdível destas cidades, estão concentradas as principais edificações coloniais da cidade, como a Catedral, a Prefeitura, a sede de bancos, do Exército, dentre outros.

De acordo com o wikipedia:

A Plaza de Armas  é o nome da praça principal em muitas cidades americanas hispânicas. Na região central do México neste espaço é conhecido como El Zócalo, e na América Central como Parque Central. Enquanto algumas grandes cidades têm tanto uma Plaza de Armas e uma Plaza Mayor, na maioria das cidades esses são dois nomes para o mesmo lugar. A maioria das cidades construídas pelos conquistadores espanhóis foram projetadas em um estilo militar padrão com base em um padrão de grade, tirada do castrum romano em que um dos blocos (quarteirões)  seria deixado vago para formar a Plaza de Armas. Muitas vezes, é rodeado por edifícios governamentais, igrejas e outras estruturas de importância cultural e política. O nome deriva do fato de que este seria um refúgio em caso de um ataque contra a cidade, a partir do qual os equipamentos de defesa seriam fornecidos aos defensores” (traduzido do inglês)

A quantidade de bons exemplares arquitetônicos é enorme, mas destacaria as praças abaixo:

Cidade do Mexico (Mexico):

Guadalajara (Mexico):

Victoria de Durango (Mexico):

San Juan (Puerto Rico)

Bogotá (Colômbia):

Buenos Aires (Argentina):

Assunção (Paraguai):

Cusco (Peru):

La Paz (Bolívia):

Arequipa (Peru):

Santiago (Chile):

Lima (Peru):

Quito (Equador):

Montevideu (Uruguai):

Guatemala (Guatemala):

Havana (Cuba):