Entre os Estados de Alagoas e Sergipe, encontra-se uma das atrações turísticas mais encantadoras do Nordeste brasileiro: os cânions do Rio São Francisco. Apreciar, a bordo de um catamarã, a bela paisagem formada por um rio de cor verde intensa, espremido por margens que contêm paredões de rocha de dezenas de metros de altura, é uma experiência sem igual. Da mesma forma, mergulhar, flutuar e nadar nas águas cristalinas e refrescantes do Velho Chico, na região da Gruta do Talhado,  não tem preço. Ou melhor: tem e é bem acessível (o passeio de catamarã sai por cerca de R$ 50,00 adulto e R$ 25,00 criança).

Embora o passeio aos cânions seja oferecido pelas operadoras de turismo dos dois estados que abrigam a atração (Sergipe e Alagoas), durante muitos anos os sergipanos souberam vender melhor este produto turístico. Atualmente, os alagoanos estão tentando recuperar o tempo perdido (registre-se que o Riacho do Talhado, afluente do São Francisco, e onde há a parada para banho, fica do lado alagoano, em Olho D´água do Casado).

No contexto da busca da “interiorização” do turismo em Alagoas,  inúmeras pousadas foram abertas recentemente na cidade de Piranhas/AL, assim como agências de turismo especializado na região (vide http://www.canionsdosaofrancisco.com.br) têm se instalado nas cidades alagoanas de Delmiro Gouveia, Olho D´água do Casado e Piranhas. Nesta última, também foi construído um complexo turístico para dar suporte aos passeios na região.

Vale frisar que o turismo também foi impulsionado a partir do momento em que esta região do sertão nordestino se tornou mais conhecida nacionalmente, o que ocorreu com a gravação de alguns filmes e da novela do Globo Cordel Encantado na região.

Na região do cânion, “a profundidade das águas também chama a atenção; em alguns pontos atinge até 170m, com extensão de 65 quilômetros e largura que varia de 50m a 300m.” (fonte: http://www.revistaturismoenegocios.com/materia.php?c=316)

Além do passeio pelos cânions, recomenda-se aos turistas que visitem a encantadora cidade histórica de Piranhas/AL, a usina hidroelétrica de Xingó e a trilha que leva à Gruta de Angicos (no lado sergipano), onde o bando de Lampião, inclusive o mesmo, foi capturado e morto pela Polícia em 1938. Ou seja, um passeio imperdível.

Todas as lindas fotos acima são do fotógrafo Toni Cavalcante ou foram por ele compiladas (http://alagoasbytonicavalcante.blogspot.com.br/2012/04/velho-chico-alagoas.html)