A seleção da Alemanha se sagrou, pela quarta vez na história, campeã mundial de futebol. Na vitória sobre a Argentina, usou seu tradicional uniforme de camisa branca e calção preto. Na verdade, os uniformes da seleção germânica, seja o principal (camisa branca), seja o reserva ou número 2 (camisa verde), têm uma história de várias décadas:

Pegue um calção negro, clássico, e acrescente uma límpida camisa branca, além de meias igualmente brancas. O toque final fica por conta de uma imponente águia no peito. Pronto. O uniforme da temida e competitiva Seleção Alemã está feito. Sem invencionices nem estardalhaços. Sem mais detalhes ou grandes invenções. Foi assim que eles derrotaram a Hungria de Puskás na final da Copa de 1954. Vinte anos depois, eles também jogaram assim contra a Holanda de Cruyff. E venceram. Em 1990, lá estavam eles de novo em branco e preto contra a Argentina de Maradona. E de novo eles conquistaram o mundo, mas com um leve toque de cor no branco da camisa. A Alemanha, tricampeã do mundo e da Europa, começou a utilizar a combinação bicolor para seu time de futebol em 1908, quando os dirigentes escolheram a bandeira do antigo estado da Prússia, do século 19, como base da vestimenta da equipe. O primeiro uniforme era todo branco com uma grande faixa vertical (que virou horizontal alguns anos depois) preta no centro da camisa e a águia que simbolizava o estado prussiano sobreposta como um escudo. A escolha caiu no gosto de todos e o calção ganhou cores pretas com o passar dos anos, além de a camisa ficar inteiramente branca com pequenos detalhes pretos na gola e nas mangas. O “kit” virou um verdadeiro símbolo do país e jamais sofreu mudanças em suas cores principais.
O fato curioso ficou por conta da camisa reserva da equipe, que só passou a ser utilizada após a II Guerra Mundial pelo aumento no número de partidas fora de casa. Reza a lenda que a cor verde, peculiar e tradicional nos uniformes reservas do time germânico, foi escolhida em homenagem à seleção da Irlanda, primeira nação a jogar contra a Alemanha após os conflitos bélicos dos anos 40, num claro exemplo de gratidão dos alemães para com os irlandeses. Dizem, também, que após a tal partida amistosa os alemães trocaram de camisas com os rivais e, tempo depois, sem dinheiro para mandar fazer novas vestimentas, eles usaram os uniformes irlandeses apenas com o logotipo da Alemanha sobreposto ao da Irlanda. Além dessa história, muitos dizem que o verde deriva das cores do logotipo da federação alemã de futebol – verde e branco”. (fonte: http://www.mantosdofutebol.com.br/2013/10/historia-camisa-selecao-alema/)

Por sua vez, no site curtoecurioso, está registrado o seguinte:

O verde da Alemanha

As cores do uniforme alemão sempre foram as mesmas: branco com detalhes pretos… mas porque o segundo uniforme da Alemanha é verde? A origem da camisa verde vem da época pós-Segunda Guerra Mundial. Uma versão diz que após a Segunda-Guerra, muitas seleções não queriam jogar com a Alemanha, e a única que teria jogado por “pena” teria sido a Irlanda, e por isso ela é usada no segundo uniforme da Irlanda, e por isso, a seleção alemã passou a usar a cor verde como agradecimento.
Mas segundo o chefe de imprensa alemã, o verde é uma das cores oficiais da Federação Alemã, e por isso ela é usada no segundo uniforme “. (fonte: http://www.curtoecurioso.com/2014/06/copa-do-mundo-por-que-holanda-usa.html)