Após ter escrito um post (para minha surpresa, com milhares de visualizações) sobre as vantagens de se fazer uma viagem à Europa durante o inverno, especificamente para o  sul da Itália (https://culturaeviagem.wordpress.com/2013/12/30/viajando-a-europa-no-inverno-sul-da-italia/), destino que fui em janeiro deste ano de 2014, passarei agora a tecer alguns comentários sobre outro lugar que também é interessante visitar no meses de frio na Europa: o sul da Espanha, mais precisamente a região da Andaluzia.

Como se sabe, o inverno europeu é bastante rigoroso, com temperaturas negativas e neve em boa parte do continente. Alguém então poderia dizer: “então vá em outra época”. A questão é que nem sempre é possível viajar à Europa em outros meses. Conheço muita gente que só consegue alguns dias ou semanas de folga em dezembro ou janeiro. Neste caso, a ideia é buscar um lugar na Europa que seja interessante e ao mesmo tempo não faça tanto frio. Neste questito, o sul da Europa é imbatível, já que o clima mediterrâneo oferece temperaturas entre 5°e 18° graus nos meses de inverno.

Em relação a ser interessante, o sul da Espanha atende plenamente esta exigência. Cidades com muita história, com muita tradição cultural e com muita vibração: é isto que você verá na porção mais espanhola da Espanha, especialmente em lugares como Sevilha, Cádiz, Córdoba, Ronda, Granada e Málaga.

Minha eventual viagem para o sul da Espanha começaria por….Lisboa. É que a capital portuguesa é a grande porta de entrada dos brasileiros na Europa. Alguns dias em Lisboa irão lhe proporcionar uma boa aclimatação à Europa. De lá, alugar um carro é uma boa pedida. No meu roteiro imaginário, sairia de Lisboa com destino à Córdoba, fazendo paradas em Évora (Portugal) e

Córdoba é uma cidade extremamente aconchegante, com muito passado e um belíssimo centro histórico. Visitar a Mesquita (que hoje é uma igreja cristã), principal edificação religiosa dos tempos de domínio mouro na Europa, é um programa imperdível. Mas há muitas outras atrações desta cidade que já foi a mais populosa da Europa.

Córdoba: uma das cidades mais interessantes do sul da Espanha

Ponte Romana em Córdoba:

A fantástica Mesquita:

De Córdoba seguiria para a fascinante Granada, cidade que também teve grande influência árabe, e onde está situada uma das 7 maravilhas do mundo moderno: a Allambra, conjunto de palácios no alto da montanha. Estive lá em 2007 e não vejo a hora de voltar. Cidade que representa a mistura do cigano, árabe, judeu e cristão, Granada tem uma atmosfera única, e se no verão é muito quente, no inverno proporciona boas caminhadas em uma temperatura amena.

A Allambra e seus palácios vistos do alto:

Bairro do Albacín: influência dos judeus em Granada.

Seguindo viagem, há uma opção, para quem gosta de esquiar, de visitar a Sierra Nevada, a poucos quilômetros de Granada. Como neve não é muito minha praia, prefiro visitar uma cidade de…praia, no caso, Málaga, que fica no Mediterrâneo. Vale a pena ir à Málaga, ainda que rapidamente e mesmo que nesta época do ano não dê praia. De qualquer forma, a cidade, terra natal de Pablo Picasso, tem suas atrações históricas e culturais que podem ser usufruídas a qualquer temperatura.

Vista de Málaga, às margens do Mar Mediterrâneo:

O próximo destino desta viagem maravilhosa é Ronda, cidade situada no alto de um desfiladeiro e com um interessante patrimônio histórico. Vale a pena visitar Ronda, especialmente para sentir o clima de uma cidade andaluza de porte menor, com casinhas brancas.

Fotos de Ronda:

A partir de Ronda, faça a rota de carro chamada Pueblos Blancos, um conjunto de vilazinhas que repetem uma combinação mágica: casinhas brancas no alto de penhascos incrivelmente fotogênicos. Se não der para fazer toda a rota, pelo menos faça o trecho Ronda-Arcos de la Frontera.

Algumas imagens dos Pueblos Blancos:

Chegou a hora de visitar a cidade que se autodenomina a mais antiga da Europa: Cádiz, fundada pelos fenícios, mas que já passou pelas mãos de gregos,  cartagineses e romanos. Situada às margens do Oceano Atlântico, estrategicamente localizada em um istmo. Foi de Cádiz que Cristóvão Colombo partiu para descobrir a América.

Fotos de Cádiz:

Como dizem que o melhor fica para o final, chegamos à Sevilha, capital da Andaluzia. Cidade vibrante, terra do flamenco, das touradas, da sangria, e de outros esteriótipos espanhóis, Sevilha tem grandes atrações turísticas que devem ser conhecidas em pelos menos dois dias (La Giralda, Bairro de Santa Cruz, Plaza de Toros, Plaza de España, Real Alcazar,  Torre del Oro, Arquivo Geral das Índias, etc).

Imagens de Sevilha:

Anúncios