Que a cena gastronômica de Maceió é de alta qualidade, nunca duvidei, afinal há na capital alagoana restaurantes de ótima qualidade e com uma grande diversificação em relação à culinária. Em Maceió, quem quiser comer comida peruana, francesa, italiana, japonesa, chinesa, portuguesa, mineira, baiana, alagoana, frutos do mar, churrasco, natural, etc, encontrará o lugar adequado (quem quiser ler mais sobre a variada gastronomia alagoana, recomendo o post que fizemos: https://culturaeviagem.wordpress.com/2013/08/23/a-deliciosa-gastronomia-alagoana/).

Faltava em Maceió um restaurante alemão. Como eu sentia falta!!! Faltava, pois agora não falta mais. Desde meados de outubro de 2014, instalou-se na cidade o restaurante Fleischer Gourmet, localizado na Rua Jangadeiros Alagoanos, Pajuçara (atrás do Hotel Radisson). Pude conferir de perto a qualidade dos pratos da culinária germânica (que tem personalidade e que acho uma delícia) e a diversidade de cervejas alemãs (sou fã das de trigo) deste interessante ambiente, que é uma agradável mistura de bar e restaurante. Os garçons e proprietários são bastante simpáticos, o que somado a excelente comida, torna o programa super recomendado.

Para experimentar a variedade dos pratos, pedimos uma entrada de linguiças, e três pratos (éramos quatro pessoas): o einsbein (joelho de porco), o kassler (cárter suíno defumado) e o trio de salsichas alemães. Todos excelentes.

Foto acima: kassler

Foto acima: einsbein

Sobre o Fleischer Gourmet:

Entre as atrações do cardápio, estão pratos como Kassler (carré suíno defumado), Eisbein (joelho suíno defumado), salsichão dos tipos schüblig (vermelho), kalbsbratwurst (branco) e frankfuter (maior que a de cachorro quente) e sobremesas como a tradicional torta de maçã apfelstrudel. Para acompanhar as refeições, cervejas populares da alemanha: Erdinger, HB original (hofbräu) e Warsteiner. A aposta é do biotecnólogo carioca Igor Rio Ata, que em sociedade com o pai, Márcio Granja, uniu a experiência de anos de trabalho numa empresa fabricante de embutidos e defumados em Juiz de Fora às receitas da mãe, descendente de suíços da parte alemã do país. Grande parte do que é servido na casa tem fabricação artesanal própria, como as linguiças, lombo e frango defumado, produzidos sem conservantes e com tempero natural. “Hoje, nossa produção é de cerca de 50 kg de linguiça por semana, mas já planejamos ampliar este número para começar a vender os produtos da Fleischer nos supermercados de Maceió”, diz Igor. Além dos pratos, a Fleischer também tem acompanhamentos e entradas típicas da Alemanha, como o chucrute (repolho verde ou roxo), salada de batata, croquete de carne, patê de fígado, mousse de gongorzola e de salaminho e vários tipos de frios. O espaço tem sete mesas e abre de quarta-feira a sábado para almoço e jantar – e aos domingos somente no almoço”. (fonte: http://agendaa.tnh1.com.br/vida/comer-e-beber/2705/2014/11/12/maceio-ganha-novo-restaurante-de-culinaria-alemMatéria no site Tudo na hora: http://agendaa.tnh1.com.br/vida/comer-e-beber/2705/2014/11/12/maceio-ganha-novo-restaurante-de-culinaria-alem

Facebook: https://www.facebook.com/pages/Fleischer-Gourmet/1517536208481707

Anúncios