No dia em que o Brasil sofre mais uma tragédia, com a destruição no Rio de Janeiro de um trecho da ciclovia que, provavelmente, é mais bela deste país, vale lembrar que o uso da bicicleta como meio de transporte nas cidades é a alternativa mais inteligente para que sejam resolvidas questões ambientais, de trânsito e até mesmo de saúde pública.

Em outros países, a construção de ciclovias é prioridade. Cidades como Copenhague e Amsterdam dão provas ao mundo de que não é a quantidade de carros nas ruas que demonstra o quão civilizado e desenvolvido é um lugar, e sim as soluções criativas adotadas para o bem-estar da população.

Achei interessante um ranking que encontrei na internet sobre as cidades mais “amigas” (favoráveis) dos ciclistas no mundo. No ranking de 2015, das 20 primeiras, 17 ficam na Europa:

http://copenhagenize.eu/index/index.html

Em Maceió, a realidade ainda não é animadora (apesar de alguns avanços):

Veja abaixo a situação das capitais brasileiras:

Abaixo, algumas imagens de ciclovias para fazer os gestores públicos brasileiros pensar:

Em Copenhague:

Projeto para Londres (ciclovia sobre o Rio Tâmisa):

Alguns projetos mundo à fora:

As ciclovias no dia a dia das pessoas:

Anúncios