Resultado de imagem para turismo cultural alagoas

Fazendo jus ao nome do blog (culturaeviagem), resolvi fazer este post, exatamente no início da temporada de verão, para demonstrar que Alagoas não vive só de praias, sugerindo algumas medidas com o objetivo de estimular o turismo cultural no Estado. Conforme se verá, são medidas simples e baratas, demandando um esforço relativamente pequeno dos Poderes Públicos e da sociedade civil. Momento mais oportuno talvez não haja: em 2017 Alagoas está celebrando seu 200 anos de Emancipação  Política, e neste ano que está prestes a se iniciar muitas iniciativas serão realizadas para resgatar a cultura alagoana.

Evidentemente, o que propomos aqui são apenas algumas ideias iniciais que precisariam ser amadurecidas e aperfeiçoadas (inclusive pelos leitores do  blog). O propósito maior destas sugestões seria viabilizar alternativas aos turistas que visitam Alagoas e lhes oferecer a possibilidade de conhecer o rico patrimônio cultural alagoano. Ademais, permitir que os alagoanos também possuam usufruir destas riquezas.

Vamos lá! As sugestões são as seguintes:

1 – PINTURA DE UM GRANDE MURAL EM HOMENAGEM À CULTURA ALAGOANA:

A arte do muralismo, tão desenvolvida em outros países, valoriza o espaço urbano de uma forma impressionante. Normalmente o muralismo consiste na execução de grandes pinturas em paredes sobre temas populares ou que remetem à cultura do local em que se situa o mural. Estive no México e vi preciosidades do grande mestre do muralismo, Diego Rivera, o que me tornou apaixonado por esta manifestação artística.

Abaixo, alguns murais espalhados pelo mundo:

Resultado de imagem para muralismo

Resultado de imagem para muralismo

Resultado de imagem para muralismo urbano

Resultado de imagem para muralismo lyon

Resultado de imagem para paredes lyon

Imagem relacionada

Em Maceió, há um bairro que já vem investindo em alguns murais: trata-se do Jaraguá. São murais belíssimos, todos retratando a cultura alagoana:

Resultado de imagem para murais jaraguá maceió

Resultado de imagem para murais jaraguá maceió

Imagem relacionada

Mas acho que ainda caberia um grande mural. Eu diria, um mural monumental. Neste sentido, minha sugestão seria a utilização das paredes altíssimas do armazém que fica em frente à Estátua da Liberdade em Jaraguá. Esta área do bairro, onde antes funcionava uma favela, está sendo revitalizada pela Prefeitura e viraria uma atração turística da cidade e seria fotografada por alagoanos e turistas que visitassem Maceió.

A pintura poderia retratar, por exemplo, nosso rico folclore, nossa história, nossos grandes vultos, etc. Os recursos gastos na execução do mural seriam mínimos (poderia até haver o patrocínio de empresas) quando comparados aos benefícios que gerariam para o turismo e para a sensação de orgulho nos alagoanos.

Artistas locais, como Suel Damasceno, certamente fariam bom uso destas paredes. Não tenho a menor dúvida quanto a isto.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu, carro e atividades ao ar livre

2 – CAMPANHA PARA ADOÇÃO POR EMPRESAS E COLOCAÇÃO DE ESTÁTUAS DOS ALAGOANOS ILUSTRES NO NOVO MARCO REFERENCIAL DE MACEIÓ

No última dia 19 de dezembro, foi dada a ordem de serviço para execução do Marco Referencial do Turismo de Maceió. Ao que tudo indica, o projeto finalmente vai sair do papel. Ainda existem resistências, mas penso que este equipamento público, se executado com inteligência, poderá contribuir com a vida social e econômica na cidade.

Resultado de imagem para MARCO REFERENCIAL TURISMO MACEIÓ

Uma sugestão que faria seria a realização de uma campanha para que empresas alagoanas pudessem “adotar” e financiar a colocação de estátuas de bronze de alagoanos ilustres. Na orla de Maceió, todos os dias, milhares de turistas e alagoanos fotografam com alegria e orgulho as estátuas de Graciliano Ramos e de Aurélio Buarque de Holanda. Mas ainda há dezenas de outros alagoanos que poderiam ser homenageados.

Resultado de imagem para estatua de graciliano ramos aurelio buarque de holanda MACEIÓ

Quem acompanha as postagens deste blog, sabe como existem inúmeros alagoanos que protagonizaram (e ainda o fazem) importantes momentos da vida nacional, deixaram um grande legado e são dignos de todas as homenagens. Por isto acha que mereciam estátuas no Marco Referencial de Maceió, o que tanto serviria para resgatar (ou formar) a autoestima alagoana como para divulgar nossa história aos que nos visitam.

Já pensou uma estátua da minha queridíssima Nise da Silveira deslumbrando-se com a orla mais bonita do Atlântico na América do Sul?! (criei esta expressão em um post em 2013 e vejo que já alguns repetindo isto. Que bom!)

A campanha teria duas fases: a primeira seria a escolha das personalidades que seriam homenageadas (ao menos, em um primeiro momento). A população participaria pela internet. Esta campanha por si só já serviria para despertar na população alagoana o interesse por sua história. Já pensou uma conversa em um barzinho entre amigos: “E vocês, votaram em quem? Djavan? Deodoro? Pontes de Miranda? Arthur Ramos?”

A segunda fase da campanha seria a procura por empresas alagoanas que financiaram a estátua A empresa que adotasse a confecção da estátua não seria a dona da mesma, mas teria uma divulgação (imagino que o custo seria baixo para o retorno que elas teriam).

Já estou imaginando um grupo de amigos marcando para se encontrar no Marco Referencial (que acho que deveria ter um nome menos técnico) e combinando assim: “Nos vemos às 9 horas em frente à estátua de Zumbi dos Palmares, ok?

Resultado de imagem para MARCO REFERENCIAL TURISMO MACEIÓ

Resultado de imagem para estatua de graciliano ramos aurelio buarque de holanda MACEIÓ

3- ADOÇÃO DE GRUPOS DE FOLCLORE POR EMPRESAS ALAGOANAS

Mais uma sugestão que parte do pressuposto que a sociedade civil (especialmente as grandes empresas) deve dar sua parcela de contribuição na preservação e divulgação de nossos valores culturais. As empresas adotariam grupos de folclore que vêm lutando bravamente, contra tudo e contra todos, para manter estas tradições que fazem de Alagoas o Estado brasileiro com o maior número de folguedos.

Certamente estes recursos, embora sejam insignificantes ou pouca falta fazem a algumas grandes empresas alagoanas, seriam o diferencial entre a continuidade e desenvolvimento ou o desaparecimento destes grupos folclóricos. O incentivo concedido pelas empresas adotantes serviria também para garantir um calendário de apresentações (nas praças, escolas, hotéis, eventos, etc.), permitindo que o público (alagoanos e turistas) possa conhecer esta maravilha cultural.

Imaginemos o retorno em marketing para as empresas! Alguns diriam: “Que legal que a empresa X está ajudando aquele grupo de Guerreiro”; outros afirmariam “vou comprar na empresa Y porque ela financia aquele grupo de pastoril” ou mesmo “a empresa Z não vai ver a cor do meu dinheiro porque ela não adotou nenhum grupo folclórico”

Resultado de imagem para grupos folclóricos alagoas

Resultado de imagem para grupos folclóricos pastoril alagoas

Resultado de imagem para coco alagoano

Resultado de imagem para folclore alagoano

4 – CRIAÇÃO DE DOIS CIRCUITOS TURÍSTICOS CULTURAIS: Maceió Cultural e Cidades históricas de Alagoas 

Todos os dias, na orla de Maceió, são oferecidos passeios aos turistas que visitam a cidade. Invariavelmente, estes passeios têm como destinos as praias de Alagoas, sejam elas as do litoral sul ou norte. Isto é algo natural: afinal, temos as praias mais bonitas do Brasil. Mas e as nossas atrações turísticas ligadas à cultura?

O turista e o alagoano não têm ideia de como somos ricos culturalmente. Assim, sugiro que o Poder Público e a sociedade civil se unam para criar circuitos turísticos culturais. Aqui proponho dois: um que destaque a cultura em Maceió e o segundo as cidades histórica de Alagoas.

Neste primeiro circuito, seria disponibilizado um tour que ocorreria todos os dias no período da tarde/noite, percorrendo as atrações culturais de Maceió. Como não daria tempo de ver tudo, sugiro que o tour abrangesse os seguintes locais: Associação Comercial, Museu Théo Brandão, Catedral, Palácio Museu Floriano Peixoto e Teatro Deodoro.

O tour terminaria com uma apresentação artística (música, teatro ou folclore) no palco do Teatro Deodoro. Que tal?

Imagem relacionada

Resultado de imagem para maceió prédios históricos

Resultado de imagem para catedral de maceió

Resultado de imagem para palácio dos martírios

Imagem relacionada

Cinco lugares que o turista visitaria, com explicações dadas por guias especializados na área cultural. Cada um dos lugares representa um aspecto da cultura alagoana: economia (Associação Comercial), folclore (Museu Théo Brandão), religiosidade (Catedral), político (Palácio Museu Floriano Peixoto) e artes (Teatro Deodoro). O turista pagaria um valor módico pelo tour e teria direito a visitar estes cinco ícones da cultura alagoana.

O outro circuito turístico teria uma duração maior: de sexta a domingo. Teria uma saída semanal. Ele percorreria as cidades históricas de Marechal Deodoro, Penedo e Piranhas.

Os turistas iniciariam o tour na sexta-feira pela manhã visitando o Centro Histórico de Marechal Deodoro, primeira capital de Alagoas e situada às margens da Lagoa Manguaba. De lá, seguiriam para a Foz do Rio São Francisco, onde após o almoço, o grupo seguiria para Penedo, a “Ouro Preto do Nordeste”,  onde passaria a noite. Pela manhã, tour no centro histórico de Penedo e continuação da viagem com destino a Piranhas. Após almoço, acomodação no hotel. No fim da tarde conheceriam o centro histórico de Piranhas, a “cidade presépio”. Pernoite na cidade, oportunidade para conhecer a animada vida noturna da cidade. No domingo, pela manhã, passeio de barco/catamarã pelos cânions do Rio São Francisco. Após almoço, retorno a Maceió.

Resultado de imagem para marechal deodoro alagoas turismo

Resultado de imagem para marechal deodoro alagoas turismo

Resultado de imagem para foz do rio são francisco

Resultado de imagem para penedo alagoas

Resultado de imagem para penedo alagoas turismo

Resultado de imagem para piranhas alagoas

Resultado de imagem para piranhas alagoas canions

5 – ATIVAÇÃO DO MEMORIAL À REPÚBLICA EM MACEIÓ

Um dos equipamentos públicos de vocação cultural mais interessantes de Alagoas e com pouca utilização é o Memorial à República, situado na Avenida da Paz (Praia da Avenida). Sinceramente, nestes pouco mais de 10 de existência do Memorial (ele foi inaugurado em 2005), pouco me recordo de eventos realizados no local. Durante algum tempo, uma feirinha de artesanato movimentava o local. Depois que foi desativada, vejo poucas pessoas visitando este belo local, situado à beira-mar de uma das praias mais bonitas de Maceió (ainda que castigada pela omissão do Poder Público e da sociedade civil).

O equipamento poderia ser utilizado para inúmeras atividades:

  • shows e apresentações teatrais
  • festivais gastronômicos
  • apresentações folclóricas
  • feiras de livros
  • feiras de artesanato
  • exposições culturais na parte interna do Memorial
  • exposição de filmes e amostras fotográficas

Resultado de imagem para memorial à república maceió

Imagem relacionada

Resultado de imagem para memorial à república maceió por do sol

Outra situação que me veio à cabeça seria a realização, uma vez por semana, de shows, apresentações artísticas, musicais e teatrais, no final da tarde, aproveitando o belíssimo por de sol da Praia da Avenida.

Resultado de imagem para memorial à república maceió

Resultado de imagem para memorial à república maceió por dentro

Imagem relacionada

E você, gostou de alguma destas sugestões? Teria alguma outra ideia? Esperamos sua opinião.

 

Anúncios