A imagem pode conter: pessoas sentadas

Em todos os lugares do mundo, independentemente da religião que as pessoas professem, existem lugares especiais de devoção religiosa. Nestes locais, as pessoas buscam um refúgio distante da agitação do dia a dia onde possam encontrar paz espiritual, a resposta para suas dúvidas ou a solução para seus problemas. Ou somente para agradecer. Por este último motivo, estive neste último dia de 2016 no Santuário da Virgem dos Pobres, localizado no bairro de Mangabeiras, na capital alagoana.

Lembro que estive no Santuário quando era criança acompanhado de meus pais. Para minha alegria, pude retornar cerca de 30 anos depois, desta vez com minha esposa, que há muito tempo já frequentava o local. No alto de uma colina de onde se vislumbra uma bela vista de Maceió, o espaço é simples e de pura devoção. Lá as pessoas que alcançam suas graças fazem questão de demonstrar seu agradecimento à Virgem Maria, colocando plaquinhas que fazem referência ao pedido atendido.

Mas o que significa “Virgem dos Pobres”? De acordo com o wikipedia:

Nossa Senhora de Banneux, também conhecida como Virgem dos Pobres ou Nossa Senhora dos Pobres, é uma das designações atribuídas à Santíssima Virgem Maria após as aparições que ocorreram na década de 1930 a Mariette Beco, na localidade de Banneux, na Bélgica” (https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_de_Banneux)

E como a devoção à Virgem dos Pobres chegou a Maceió?

De acordo com o “Estudo da relação fé-promessa no Santuário Virgem dos Pobres –Maceió – AL“, de autoria de Yolanda Silva Mendonça:

Existem variados estudos sobre diversidade religiosa no Brasil. Sendo que a religiosidade popular é bem expressiva no nordeste do Brasil. Isso demonstra que as crenças populares ligadas ao catolicismo e ao povo expressam uma relação com o sagrado que em muitos casos se opõem ao catolicismo oficial orientado por Roma, de maneira clerical, trinitário e sacramental. No que tange a religiosidade popular são os fatores mágicos que põe em teste a eficiência do sagrado, que é testada por meio de promessas.  Temos também a grande influência dos “santos” e suas “especialidades” que por muitas vezes realizam pedidos. Com pedido realizado os devotos homenageiam seus santos com festas, romarias, pagamento de promessas ou mesmo procissões e no caso de não ser atendido o devoto poderá praticar punições ou algum castigo com a imagem, como exemplo temos a imagem de santo Antônio consagrada como santo casamenteiro que no caso do pedido não realizado é posto de cabeça para baixo num copo de água. Com relação à fé-promessa voltada à devoção de Maria, mãe de Jesus, é muito frequente em todo Brasil principalmente em virtude das aparições ocorridas nos mais diversos Estados. A devoção à Virgem dos Pobres em Maceió capital do Estado de Alagoas iniciou por intermédio de uma freira alemã que na década de 80 trouxe a referida imagem para uma capela que, posteriormente, se tornou o santuário de Virgem dos Pobres. Posto isto, percebe-se que a fé do indivíduo se manifesta na própria relação que se estabelece na dicotomia fé-promessa, portanto, para melhor explanar tal questão, haverá a utilização, além da revisão bibliográfica inerente ao próprio trabalho, da análise de discurso de algumas entrevistas realizadas para a construção desse trabalho“. (fonte: http://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/connepi/vii/paper/view/1696)

Resultado de imagem para santuário virgem dos pobres maceió

Por sua vez, segundo reportagem apresentada no programa da TV Globo Bom Dia Brasil (05.05.2010):

Toda primeira quarta-feira do mês a cena se repete: fiéis sobem a ladeira do santuário mais tradional de Maceió para fazer pedidos à Nossa Senhora da Virgem dos Pobres. A missa começou às 6h30. O Bom Dia acompanhou um pouco dessa tradição. Para quem busca ou já recebeu a graça, o sacrifício é o mesmo: a ladeira do santuário. Quem já está no alto faz questão de dar bom dia e conversar um pouco com a dona da casa. A fé devolveu às pernas de Maria José, de 78 anos, a força que ela diz ter perdido há algum tempo. “Eu subo e desço a pé, graças a meu Pai, só deixo quando eu morrer”, diz a senhor. A primeira imagem da Virgem dos Pobres chegou a Maceió na década de 1960. Foi trazida por uma freira alemã. No local onde a religiosa vivia com a comunidade, hoje passam milhares de pessoas com muita devoção. Toda primeira quarta-feira do mês tem missa em homenagem à santa. Em maio, mês das mães e de Maria para os católicos, a missa é ainda mais especial.“A mãe é quem traz o filho, a mãe é quem cuida do filho, quem reza pelo filho, quem intercede a Deus pela saúde e felicidade de seus filhos. Se não tem a mãe, somos mortos”, fala a aposentada Josefa Maria da Conceição“. (fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/05/devotos-da-virgem-dos-pobres-visitam-santuario-de-maceio.html)

Há um vídeo que demonstra a fé dos alagoanos que visitam o Santuário:

No site do Grupo Vocal Virgens dos Pobres, há algumas imagens mais antigas do Santuário e um relato de como era o local há algumas décadas:

Realizada aos domingos às 10:00 hr da manhã, apoiada fraternalmente pelas freiras-irmãs: Florentina,Maria Julia,Paraclita e Inocência, que residiam na casa ainda existente no alto do “Sitio Betânia”,hoje denominado “Colina Sagrada”,Santuário da Virgem dos Pobres,no bairro de Mangabeiras em Maceió-AL. Na pequena sala onde,ainda hoje se venera o Santíssimo,erguia-se o altar,enquanto a assembléia acomodava-se na escadaria de acesso ao altar e na pequena área abaixo,onde comportava o número máximo de 30 pessoas“.(fonte: http://grupovocalvirgemdospobres.blogspot.com.br/2012/06/historico.html)

(fonte: http://grupovocalvirgemdospobres.blogspot.com.br/2012/06/historico.html)

Abaixo, imagens atuais do Santuário:

A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu, planta, árvore, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: céu, carro e atividades ao ar livre

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: céu, árvore, planta, casa e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: pessoas sentadas, tabela e área interna

A imagem pode conter: 1 pessoa

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu, nuvem, planta, árvore, atividades ao ar livre e natureza

Anúncios